Páginas

terça-feira, 10 de junho de 2014

segunda-feira, 9 de junho de 2014

domingo, 1 de junho de 2014

COMO SURGIU O FUTEBOL

COMO SURGIU O FUTEBOL
 
Uma criança sozinha pode jogar futebol contra um muro de tijolos. Com dois homens pode-se trocar passes. Com quatro já se tem dois times.”
VOCÊ SABIA QUE O FUTEBOL É O ESPORTE MAIS POPULAR DO MUNDO?
MAS DE ONDE VEIO O FUTEBOL? QUEM O INVENTOU?
O NOME FUTEBOL É DERIVADO DA PALAVRA INGLESA FOOTBALL, ONDE FOOT QUER DIZER PÉ E BALL SIGNIFICA BOLA.
O FUTEBOL QUE CONHECEMOS HOJE SURGIU NA INGLATERRA, NO SÉCULO XIX. MAS VÁRIOS POVOS JÁ PRATICAVAM JOGOS PARECIDOS COM O FUTEBOL HÁ MILHARES DE ANOS.

O PRIMEIRO REGISTRO DO JOGO FOI HÁ MAIS DE 3.000 ANOS, NA CHINA. OS CHINESES CHAMAVAM ESSE JOGO DE TSU-CHU, E O OBJETIVO ERA ARREMESSAR UMA BOLA DE COURO ENTRE DUAS ESTACAS ENCRAVADAS NO CHÃO. TSU-CHU SERVIA COMO TREINAMENTO MILITAR.

NO JAPÃO, O JOGO COM BOLA SE CHAMAVA KEMARI E TAMBÉM SERVIA PARA TREINAMENTO MILITAR.

OUTRO JOGO PARECIDO É O EPYSKIROS, QUE ERA PRATICADO NA GRÉCIA. A BOLA ERA FEITA DE BEXIGA DE BOI E RECHEADA DE AR E AREIA.

O POK TA POK ERA PRATICADO PELOS MAIAS.

NA ITÁLIA, POR VOLTA DE 1500, O CALCCIO FIORENTINO ERA O UM JOGO COM BOLA DE COURO E JOGADO COM OS PÉS.

O PRIMEIRO REGISTRO DE UM JOGO PARECIDO COMO O FUTEBOL DE HOJE VEM DE 1175. MAS NAQUELA ÉPOCA, O JOGO ERA BEM VIOLENTO, E OS JOGADORES SE MACHUCAVAM MUITO. POR CAUSA DISSO, O FUTEBOL PRECISOU DE REGRAS.
POR VOLTA DE 1700, O JOGO COMEÇOU A SE TRANSFORMAR NO QUE HOJE CHAMAMOS DE FUTEBOL.

EM 1863, NA INGLATERRA, FOI REALIZADA A PRIMEIRA PARTIDA DE FUTEBOL COM AS NOVAS REGRAS. 

O JOGO DE FUTEBOL SE ESPALHOU PELO MUNDO!

CHARLES MILLER É CHAMADO O “PAI DO FUTEBOL BRASILEIRO”, PORQUE FOI ELE QUEM TROUXE O ESPORTE PARA O BRASIL, DEPOIS DE VOLTAR DOS SEUS ESTUDOS NA INGLATERRA.
A PRIMEIRA PARTIDA DE FUTEBOL NO BRASIL ACONTECEU EM SÃO PAULO NO ANO DE 1895.
EM 1904, FOI CRIADA A FIFA, QUE É UMA ENTIDADE INTERNACIONAL QUE CONTROLA E ORGANIZA O FUTEBOL NO MUNDO. É ESTA ASSOCIAÇÃO QUE PROMOVE A COPA DO MUNDO DE FUTEBOL, QUE ACONTECE DE QUATRO EM QUATRO ANOS.

A PRIMEIRA COPA DO MUNDO FOI DISPUTADA NO URUGUAI EM 1930.

EM 2014, A COPA DO MUNDO SERÁ REALIZADA AQUI NO BRASIL.

Aqui neste site você encontrará ilustrações de Angelo Abu para a história apresentada:

A Árvore generosa



A Árvore generosa
Do original de Shel Silvertein, Adaptado por Fernando Sabino
Era uma vez uma Árvore que amava um Menino. 
E todos os dias, o Menino vinha e juntava suas folhas. 
E com elas fazia coroas de rei.
 
E com a Árvore, brincava de rei da floresta.
Subia em seu grosso tronco, balançava-se em seus galhos!
Comia seus frutos. 
E quando ficava cansado, o Menino repousava à sua sombra fresquinha.
O Menino amava a Árvore profundamente. 
E a Árvore era feliz!
Mas o tempo passou e o Menino cresceu! 
Um dia, o Menino veio e a Árvore disse:
 
"Menino, venha subir no meu tronco, balançar-se nos meus
 
galhos, repousar à minha sombra e ser feliz!"
"Estou grande demais para brincar", o Menino 
respondeu. "Quero comprar muitas coisas. Você tem algum dinheiro que possa me oferecer?"
"Sinto muito", disse a Árvore, "eu não tenho dinheiro. 
Mas leve os frutos, Menino. Vá vendê-los na cidade,
 
então terá o dinheiro e você será feliz!"
E assim o Menino subiu pelo tronco, colheu os frutos e 
levou-os embora.
E a Árvore ficou feliz!
Mas o Menino sumiu por muito tempo... 
E a Árvore ficou tristonha outra vez.
Um dia, o Menino veio e a Árvore estremeceu tamanha a 
sua alegria, e disse: "Venha, Menino, venha subir no meu
 
tronco, balançar-se nos meus galhos e ser feliz".
"Estou muito ocupado pra subir em Árvores", disse o menino. 
"Eu quero uma esposa, eu quero ter filhos, pra isso é preciso que eu tenha uma casa. Você tem uma casa pra me oferecer?"
"Eu não tenho casa", a Árvore disse. "Mas corte meus 
galhos, faça a sua casa e seja feliz."
O Menino depressa cortou os galhos da Árvore e levou-os 
embora pra fazer uma casa.
 
E a Árvore ficou feliz!
O Menino ficou longe por um longo, longo tempo, e no 
dia que voltou, a Árvore ficou alegre, de uma alegria tamanha que mal podia falar.
 
"Venha, venha, meu Menino", sussurrou, "Venha brincar!"
"Estou velho para brincar", disse o Menino, "e estou também muito triste." "Eu quero um barco ligeiro que me leve pra bem longe. 
Você tem algum barquinho que possa me oferecer?"
"Corte meu tronco e faça seu barco", a Árvore disse. 
"Viaje pra longe e seja feliz!"
O Menino cortou o tronco, fez um barco e viajou. 
E a Árvore ficou feliz, mas não muito!
Muito tempo depois, o Menino voltou. 
"Desculpe, Menino", a Árvore disse, "não tenho mais nada pra te oferecer. Os frutos já se foram."
"Meus dentes são fracos demais pra frutos", falou o Menino.
"Já se foram os galhos para você balançar", a Árvore disse.
"Já não tenho idade pra me balançar", falou o menino.
"Não tenho mais tronco pra você subir", a Árvore disse. 
"Estou muito cansado e já não sei subir", falou o Menino.
"Eu bem que gostaria de ter qualquer coisa pra lhe 
oferecer", suspirou a Árvore. "Mas nada me resta e eu sou apenas um toco sem graça. Desculpe..."
Já não quero muita coisa", disse o Menino, "só um lugar sossegado onde possa me sentar, pois estou muito cansado."
"Pois bem", respondeu a Árvore, enchendo-se de alegria." 
"Eu sou apenas um toco, mas um toco é muito útil pra sentar e descansar."
 
"Venha, Menino, depressa, sente-se em mim e descanse."
Foi o que o Menino fez. E a Árvore ficou feliz!
A AMIZADE É UM SENTIMENTO QUE SE LEVA PARA SEMPRE...

fábula: O Velho, o Menino e o Burro



O Velho, o Menino e o Burro

Um velho e um menino seguiam pela estrada montados num burro. Pelo caminho, as pessoas com as quais cruzavam diziam:
Que crueldade a desses dois! Querem matar o burro!
O velho, impressionadíssimo com os comentários, mandou o menino descer. Mais adiante, outras pessoas, observando a cena, diziam:
Que velho malvado, refestelado no burro, e o menino, coitado, andando a pé!
O velho, então, desceu do burro e mandou o menino montar. Daí a pouco, outras pessoas, vendo a cena, comentaram:
Onde já se viu coisa igual? Um menino cheio de vida, montado no burro, e o velho a caminhar pela estrada!
Depois dessa, o velho não teve dúvidas. Mandou o menino descer e ambos, com esforço, passaram a carregar o burro.
Está claro que os comentários não se fizeram demorar, e desta vez seguidos de gargalhadas. Evidentemente, todo o mundo estranhava os dois carregarem o burro.
La Fontaine
ATIVIDADE:

1- DESENHE O TEXTO " O velho, o menino e o burro" NOS QUADRINHOS :
Numa estrada, um velho e um menino andam montados num burro

As pessoas que vêem a cena falam:
- Querem matar o burro!

O Velho mandou o menino descer.













As pessoas comentam:
- Que velho malvado!

O velho mandou o menino montar.

E as pessoas criticam:













Eles passam a carregar o burro e as pessoas comentam e riem.

Escreva a mensagem que o texto lhe trouxe.













visitantes on line