Páginas

terça-feira, 1 de junho de 2010

PROJETO MEIO AMBIENTE





INTRODUÇÃO


A principal função do trabalho com o tema Meio Ambiente é contribuir para a formação de cidadãos cons­cientes, aptos a decidirem e atuarem na realidade socio-­ambiental de um modo comprometido com a vida, com o bem-estar de cada um e da sociedade, local e global.
Para atingirmos esses obje­tivos, mais do que trabalhar com informações e con­ceitos, é preciso que a escola trabalhe também com a formação de valores e atitudes.
Nessa perspectiva, a Escola ela­borou seu projeto “Des­pertando uma consciência ecológica” que tem como objetivo despertar os alunos para que possam, não apenas agir corretamente no processo de preservação do meio ambiente, como também colaborar com o despertar dessa consciência junto às suas famílias e à comunidade.

OBJETIVOS


- Despertar a conscientização a respeito do Meio Ambiente e da importância da sua preservação, assim como da necessi­dade do reaproveitamento do lixo por meio da reciclagem.
- Mostrar que a reciclagem traz inúmeros benefícios para a sociedade, reduzindo o volume de lixo enviado aos aterros sanitá­rios e ajudando a manter a cidade limpa, além de promover economia de matéria-prima.
- Levar o aluno a reciclar em oficinas de materiais recicláveis, as sucatas encontra­das no meio em que vive.
- Utilizar o material reciclado no dia-a-dia.




ETAPAS DE DESENVOLVIMENTO DO PROJETO


As ações podem ser assim resumidas:

1. Análise da realidade am­biental na comunidade na qual a escola está inserida feita por meio de pesquisas de campo, entrevistas e coletas de dados pelos próprios alunos com moradores do bairro.
Um dos problemas  que será identi­ficados será em relação aos resíduos sólidos: LIXO. Para trabalhar essa questão, a escola mobilizará várias estratégias, dentre elas, envolver os alunos em leituras de bibliografias específicas, promovendo em seguida debates para que se estabeleçam as relações entre esses dois universos: o que se lê e o que se vê refletindo no dia-a-dia, nas atitudes de cada cidadão.

2. Promoção de palestras envolvendo especialistas de outras secretarias. Os alunos participaram, não só como ouvintes, mas também envol­vendo-se em dinâmicas que possibilitaram uma interação entre palestrante e alunos, bem como uma reflexão sobre o assunto discutido.
Não só a questão do lixo será analisada e modifi­cada, mas também o desper­dício dos recursos naturais; água, energia elétrica, papel, vidro e demais materiais recicláveis que hoje têm alternativas de utilização a partir da transformação dos mesmos.

Para desenvolver essas questões, o enfoque dado deverá ser interdisciplinar, perce­bendo-se o ambiente como um tema transversal que permeia as várias disciplinas.
É também proposta da Escola trabalhar com correspondências e/ou e­mails, para troca de expe­riências relacionadas aos temas propostos, bem como criar situações que possibilitem a criação de um “livro virtual”.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES


MATEMÁTICA

1ª e 2ª séries
-  Utilizando latas de refrigerantes, garrafas e embalagens vazias, o professor pode trabalhar:
-  conjuntos: agrupando por tipos de
embalagens, tamanhos, cores, formato.
-    números cardinais e ordinais.
-    Adição e subtração.

3ª e 4ª séries
-   situações-problemas envolvendo emba­lagens de supermercado trabalhando o
sistema monetário
-   adição, subtração e multiplicação
-   situações-problemas envolvendo preços de produtos de supermercados e gráfico
de consumo de refrigerantes vendidos na cantina.

PORTUGUÊS

1ª e 2ª séries
-   Trabalhar, utilizando as letras iniciais, vogais e consoantes, separação de sílabas das marcas das embalagens trazidas pelos alunos: ltambé, Danone, Nestlé, Fanta,etc.
-   Formar frases afirmativas, negativas, interrogativas utilizando nomes de produtos.
-   Em grupos, apresentar propagandas so­bre determinado produto.

    3ª e 4ª séries
-   Produzir textos, peças teatrais e murais so­bre a reciclagem e Meio Ambiente.
-   Os alunos confeccionam crachás, tipo “Guardas do Meio Ambiente” e usam durante o projeto, ajudando na preserva­ção do Meio Ambiente.
-   Produzir um texto com o tema: “Se eu fosse uma latinha descartável”, contando os caminhos percorridos por ela.
-   “Apresentação de Jornal Falado”: utilizan­do reportagens de jornais e revistas.
-   Produzir textos poéticos sobre o Meio Am­biente.

CIÊNCIAS

1ª e 2ª séries
-   Aprender maneiras de acondicionar o lixo, em suas residências.
-   Pesquisar os processos da reciclagem.
-   Assistir a vídeos sobre a preservação da natureza.

3ª e 4ª séries
-   Pesquisar sobre o tempo de decomposi­ção gasto para cada tipo de material.
-   Conhecer os cuidados que se devem Ter para evitar as doenças transmitidas pelo lixo
mal-acondicionado.
-   Pesquisar a poluição dos rios da cidade por fábricas e lixo jogado pela população.

HISTÓRIA

1ª e 2ª séries
-   Pesquisar e debater a relação entre o aumento da população das cidades com o        acúmulo do lixo nas cidades.
-   Montar maquetes sobre o tema.

3ª e 4ª séries
-   Discutir os problemas criados com aterros sanitários, contaminações e polui­ção das águas.
-   Fazer o relatório.

GEOGRAFIA

1ª à 4ª série
-   Debater o que fazer para que nossa rua, nosso bairro e município fiquem mais lim­pos.
-   Discutir a responsabilidade da poluição causada pelo lixo que as pessoas jogam nos rios.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL




Organizar uma excursão perto da escola, onde certamente houver árvores e ar­bustos. O objetivo pode ser o estudo de plantas, e para isso orientar os alunos para que não se torne um simples passeio.
Sugerimos o seguinte roteiro, mas o professor modificará de acordo com as possibilidades do lugar a ser observado.

 e 2ª séries poderão realizar atividades semelhantes e que depois serão diversificadas:
-    observar plantas e colher sementes sem depredar a vegetação;
-  observar as folhas, recolher algumas pelo solo e colher outras diretamente das plantas, sendo orientadas pelo professor como se faz isso, apenas uma ou duas, sem danificar os galhos.

3ª e 4ª séries poderão ser orientadas para o seguinte:
- observar nas árvores, os troncos, os lhos, flores e frutos.
-     indagar: serão nativas? Foram plantadas?
-     observar o solo em que nasceram;
-     na vizinhança há algum córrego?


-  que tipo de vegetação  margens?

O professor deve estar atento para estimular as observações e intervir, quando necessário, no comportamento de alunos, para não agredir a natureza. O professor deve aproveitar a oportunidade, chamando a atenção para a beleza da paisagem, o frescor sob as árvores, a variedade do verde, a diversidade da vegetação. Em geral, o aluno não tem o hábito de observar, e os mínimos aspectos da natureza merecem admiração. A beleza atrai a criança.
Essa excursão trará enriquecimento para a classe, sob todos os aspectos.
Nos seus cadernos, os alunos poderão desenhar plantas, sementes, flores, trechos da paisagem, ou algum pequeno animal encontrado.
De volta à classe, os alunos, de posse do material, vão aprofundar suas observa­ções.

série: examinar as sementes colhidas:
forma, cor, consistência, tamanho e comparar as várias sementes, notando-lhes as diferenças. O que fazer com as semen­tes? Alguma criança pode sugerir plantá-­las e isso será motivo para o plantio, em latinhas ou vasinhos.

2ª série: observar as folhas colhidas: cor, tamanho, variedade de formas, verifican­do o arranjo variado das folhas nas hastes. Levar a criança a observar os dois lados da folha, se são da mesma cor. Observar a cor do lado de cima e a do lado de baixo.
Levar a criança a observar as nervuras e a variedade delas nas diversas folhas, pre­parando-as para um mostruário ou ál­bum. Para isso, basta colocar a folha esticada sobre o jornal dobrado e um peso em cima, que pode ser tábua, livro. Depois de seca, é só colar em folha de papel e formar o mostruário ou álbum.
Poderão também cultivar plantas para ornamentar a sala de aula. As mudas podem ser trazidas de casa.

e 4ª séries examinar as terras, de bar­rancos e dos solos que se encontram de­baixo de árvores. Quais as conclusões ti­radas? Essas duas séries poderão preparar um canteiro para o início de uma horta na escola.

Atividades que serão realizadas com os grupos de alunos

1ª série
· verificar, com as crianças, se os vasos e latinhas estão devidamente regados;
verificar se há ainda sementes para serem plantadas e fazer isso com o grupo;
· discutir com o grupo a respeito do me­lhor lugar para os vasinhos;
· recordar as observações sobre as várias sementes colhidas;
· cada aluno poderá plantar e cuidar de um vaso.

2ª série:
· ajudar a organização do álbum com as folhas;
· providenciar papel ou jornal, para esse trabalho;
· discutir com o grupo a melhor maneira de colar as folhas;
· trocar idéias sobre a ordem de coloca­ção dessas páginas com as folhas.

3ª série:
· ajudar na organização de um mostruário com vários tipos de solo, em vidrinhos,
latinhas ou caixinhas e rotulá-los;
· trocar idéias sobre rótulos, com indica­ções de onde foi colhida a amostra;
· desenhar trechos de paisagem da excur­são e escrever sobre a paisagem;
· organizar uma exposição com esses de­senhos.

4ª série:
· ajudar na organização de um mostruário com os tipos de plantas encontradas nos vários tipos de solo. Os alunos poderão desenhar as plantas. E atividade rica por­que exige observação, habilidade para co­piar do natural, fidelidade no emprego das cores das plantas.


Coleta seletiva na escola

E necessária a transformação de papéis velhos em novos, latas velhas em novas, plásticos rasgados em plásticos novos, isso é reciclagem, transformar coisas velhas em novas.
E para haver esta transformação do lixo, existem várias fábricas de reciclagem. O aproveitamento do Lixo torna as cidades limpas e maravilhosas.
Até sobras de alimentos são transformadas em adubo.
A reciclagem é uma coisa muito importante para todos nós e o Meio Ambiente.
Discutir com seus colegas sobre como poderão implantar a coleta eletiva na sua escola e em sua cidade.


COLETA SELETIVA DO LIXO NA ESCOLA

·  Distribuir latas de lixo pela escola para coleta seletiva.
·  Orientar os alunos a jogar lixo observando as cores dos latões de acordo com o material:
Azul:    papel, cartolina, papelão, sacos de papel, caixas de papelão, rótulos, etc. Amarelo: latas de um modo geral, tampinhas de garrafa.
Verde: vidros, garrafas, litros (cacos ou inteiros), etc.
Vermelho: embalagens plásticas, sacos plásticos, tampas e canudinhos, potes de mar­garina, etc.
·  Fazer um debate em sala sobre a importância da coleta seletiva do lixo.
O   que fazer com as sobras?
·  As sobras da merenda escolar, folhas velhas de hortaliças, restos de comidas, etc., deverão ser reaproveitadas na horta, após fermentação natural, que se consegue pelo sistema de compostagem. E de extrema importância o uso deste adubo na horta escolar.
·  Fazer o reaproveitamento com papéis reciclados em aulas de Educação Artística.
Discussão:
a) Qual o órgão que cuida do lixo na nossa cidade? Pesquisar sobre ele.
b) De que maneira podemos contribuir na separação do lixo da escola?
c)         Qual o trabalho que é desenvolvido sobre o lixo, na nossa cidade? Caso não tenha nenhum, elabore um projeto para implantá-lo.

Reciclagem do papel
·  Falar aos alunos a respeito da possibilidade de se reciclar o papel.
·  Discussão - Comentar com seus alunos que, caixas de papelão, jornais, etc. são obtidos pela reciclagem do papel; assim, eles terão a idéia de quanto a reciclagem contribui para poupar a derrubada de árvores em nosso país. Dessa maneira, podemos evitar a derrubada desnecessária de muitas árvores.
·  Construir um mural educativo, mostrando a composição do lixo e sugestões para diminuir a quantidade de lixo na escola.


AVALIAÇÃO


A avaliação acontecerá ao longo do desenvolvimento do projeto através da observação do desempenho e interesse dos alunos no desenvolvimento das tarefas propostas, produções e relatório sobre as atividades.

Se o lugar em que vivemos não é o melhor do mundo, podemos e devemos transforma-lo. Temos família, vizinhos, amigos e organizações que podem ajudar. Muitas vezes, ações coletivas fazem com que as idéias se transformem em possíveis mudanças.
O exercício da cidadania inclui direitos e deveres políticos, sociais e ambientais. Exerce-la significa participar de lutas por qualidade ambiental, moradia, alimentação, saúde, emprego, educação e cultura. Esse exercício, praticado diariamente, nos torna cidadãos e cidadãs. A juventude está cobrando dos adultos e dos governos ações que dêem  a todos nós a chance de herdar um planeta bom de se viver. Isso depende da atitudes individuais e de políticas publicas que nos tragam mais qualidade de vida. Mas, para que isso se realize é necessário concientizar a criança para que ela entenda que devemos cuidar juntos de nossa qualidade de vida.
Na escola temos a oportunidade de descobrir novas habilidades, trabalhar em grupo, nos comunicar. Aprendendo também a importância de certos valores, como solidariedade, companheirismo e respeito, que serão importante ao longo de nossas vidas

0 comentários :

Postar um comentário

DEIXE SEU RECADO.

visitantes on line